Teoria dos números - Exercícios de Equações Diofantinas

Equações Diofantinas Lineares (respondidas). Estas questões fazem parte da série questões respondidas do livro: TEORIA ELEMENTAR DOS NÚMEROS, autoria de EDGARD DE ALENCAR FILHO - 3ª edição. 1985. Livraria Nobel S.A e editadas por Cesario Ferreira.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS RECENTES

Teoria dos números - Exercícios de Equações Diofantinas

Informações:
(a) ax + by = c tem solução se e somente s c for múltiplo do mdc(a, b).
(b) se x0 e y0 é uma solução particular de ax + by = c, então x = x0 + (b/d)t e y = y0 - (a/d)t, com t um inteiro qualquer e d = mdc(a, b), são soluções de ax + by = c.

01 – Determinar todas as soluções inteiras das seguintes equações diofantinas lineares: Neste item resolveremos apenas os das letras (a) e (d) pois o processo de resolução é repetitivo.

a) 56x + 72y = 40
Solução:
Calculando o mdc(72, 56)

72 = 56.1 + 16
56 = 16.3 + 8
16 = 8.2 + 0
8 = 56 – 16.3 = 56 – (72 –56.1).3 = 56.4 – 72.3  = 56.(4) + 72(-3)
Temos: 40 = 8.5 = 56.(4.8) + 72.(-3.5) = 56.(32) + 72(-15).
Solução particular: xo = 32 e yo = -15.
Todas as soluções:- x = 32 + (72/8)t = 32 + 9t e y = -15 - (56/8)t = -15 - 7t.
Resposta: -x = 32 + 9t e y = -15 – 7t

(b) 24x + 138y = 18 Resposta: x = 18 + 23t y = -3 – 4t

(c) 221x + 91y = 117 Resposta: x = -18 + 7t e y = 45 – 17t

(d) 84x – 438y = 156
Solução:
mdc(438, 84) ⇒ 438 = 84.5 + 18; 84 = 18.4 + 12; 18 = 12.1 + 6; 12 = 6.2 + 0
6 = 18 – 12.1 = 18 – (84 – 18.4).1 = 18.5 – 84.1 = (438 – 84.5).5 – 84.1 = 84(-26) + 438(5) = 84(-26) – 438(-5)
156 = 6.26 = 84(-26.26) – 438(-5.26) = 84(-676) – 438(-130)
Solução particular: xo = -676 e yo = -130
Soluções: x = -676 + (-438/6)t = -676 + 73t y = -130 – (84/6)t = -130 – 16t.
Resposta: -x = -676 - 73t y = -130 – 16t.


(e) 48x + 7y = 5 Resposta:- x = -5 + 7t y = 35 – 48t

(f) 57x – 99y = 77 Resposta: não tem solução pois mdc(57, 99) = 3 e 31 não é múltiplo de 3

(g) 11x + 30y = 31 Resposta: x = 11 + 30t y = -3 – 11t


(h) 27x – 18y = 54 Resposta: x = 2 - 2t y = - 3t (note que x = 2 e y = 0 é solução imediata)

(i) 13x – 7y = 21 Resposta: x = -7t y = -3 – 13t ( x = 0 e y = -3 é solução imediata)


(j) 44x + 66y = 11 Resposta: não tem solução pois mdc(44, 66) = 22 e 11 não é múltiplo de 22

(k) 21x – 12y = 72 Resposta: x = -4t y = -6 - 7t (x = 0 e y = -6 é solução imediata)

(l) 17x + 54y = 8 Resposta: x = 10 + 54t y = -3 – 17t


02 – Determinar todas as soluções inteiras e positivas das seguintes equações diofantinas lineares:

(a) 5x – 11y = 29.
Solução:

Encontrando o mdc 11 = 5.2 + 1 ⇒ mdc (5, 11) = 1.
Para 5x – 11y = 1 temos a solução imediata x = -2 e y = -1.
Para 5x – 11y = 29, teremos x = -2.29 = - 58 e y = -1.29 = -29
As demais soluções inteiras são das formas x = -58 + (-11/1)t = -58 - 11t e y = -29 – (5/1)t = -29 – 5t.
Como as soluções devem ser positivas:
- 58 - 11t > 0 ⇒ -11t > 58 ⇒ 11t < -58 ⇒ t < - 58/11 ou t < -6 ( t deve ser inteiro)
-29 – 5t > 0 ⇒ -5t > 29 ⇒ 5t < -29 ⇒ t < -29/5 ⇒ t < -6
Resposta:- as soluções inteiras e positivas são:
x = -58 – 11t e y = -29 – 5t, para t inteiro e t < -6

(b) 32x + 55y = 771
Solução: mdc(32, 55) = 1

55 = 32.1 + 23; 32 = 23.1 + 9; 23 = 9.2 + 5; 9 = 5.1 + 4; 5 = 4.1 + 1
1 = 5 – 4.1 = 5 – (9 – 5.1).1 = 5.2 – 9.1 = (23 – 9.2).2 – 9.1 = 
= 23.2 – 9.5 = 23.2 – (32 – 23.1)5 =
= 23.7 – 32.5 = (55 – 32.1).7 – 32.5 = 32.(-12) + 55(7)
771 = 771.1 = 32(-12.771) + 55.(771.7) = 32.(-9252) + 55(5397)
Solução geral: x = -9252 + (55/1)t = -9252 + 55t e y = 5397 – (32/1)t = 5397 – 32t
Para soluções positivas -9252 + 55t > 0 ⇒ t > 168 e 5397 – 32t > 0 ⇒ t < 168 ⇒ não é possível. Portanto, não existem soluções positivas.

Os demais itens são resolvidos pelo mesmo procedimento anterior. Por esse motivo deixaremos a cargo do leitor a solução e daremos apenas as respostas. Você poderá encontrar resposta diferente. Nesse caso faça a verificação da resposta encontrada na equação .

(c) 58x – 87y = 290. Resposta: x = 8 - 3t; y = 2 - 2t, onde t > 0

(d) 62x + 11y = 788. Resposta: x = 1, y = 66 e x = 12, y = 4.

(e) 30x + 17y = 300. Resposta: Não tem soluções positivas.

(f) 54x + 21y = 906. Resposta: x = 2, y = 38; x = 9, y = 20; x = 16, y = 2


(g) 123x + 360y = 99. Resposta: Não tem soluções positivas.

(h) 158x – 57y = 7. Resposta: x = 17 – 57t, y = 47 – 158t, onde t < 0.

 

3 – Determinar o menor inteiro positivo que dividido por 8 e por 15 deixa os restos 6 e 13, respectivamente.
Solução:
Seja n o número inteiro positivo. Pelo algoritmo da divisão temos: n = 8x + 6 e n = 15y + 13. Como n é positivo, os quocientes x e y devem ser positivos.
Assim, 8x + 6 = 15y + 13 ⇒ 8x – 15y = 13 – 6 ⇒ 8x – 15y = 7.
Uma solução particular imediata dessa equação é x = -1 e y = - 1.
O menor valor de n será obtido ao tomar o menor valor de x e y que satisfaça a equação 8x – 15y = 7. A solução geral da equação 8x – 15y = 7 é:  x = -1 + (-15/1)t  = -1 – 15t  e  y = -1 – (8/1)t = -1 – 8t. (mdc(8,15) = 1)

Como x e y devem ser ambos positivos:
-1 – 15t > 0 ⇒ t < -1/15   e –1 – 8t < 0 ⇒ t < -1/8.  Para satisfazer as duas condições,  t < -1/8.  O menor valor  positivo de x e de y ocorre então para t = -1. Portanto: x = -1 –15(-1) = 14  e y = -1 – 8(-1) = 7.
Portanto n = 8.14 + 6 = 118  ou n = 15.7 + 13 = 188. Resposta: 188.

4 – Exprimir 100 como soma de dois inteiros positivos de modo que o primeiro seja divisível por 7 e o segundo seja divisível por 11.
Solução:
De acordo com o enunciado, sejam 7x e 11y os dois inteiros positivos.
Temos então  7x + 11y = 100. Resolvendo 7x + 11y = mdc(7,11) = 1 temos:
11 = 7.1 + 4; 7 = 4.1 + 3; 4 = 3.1 + 1
1 = 4 – 3.1 = 4 – (7 – 4.1)1 = 4.2 – 7.1 = (11 – 7.1)2 – 7.1 = 7(-3) + 11.(2)
Como 100 = 100.1 temos 100 = 7(-3.100) + 11(2.100) = 7(-300) + 11(200)
As soluções são: x = -300 + 11t    e y = 200 – 7t.  
Como x e y são inteiros positivos  -300 + 11t > 0 ⇒ t > 300/11 > 27 e  200 – 7t > 0 ⇒ t < 200/7 ⇒ t < 29. Portanto, t = 28. Neste caso temos x = -300 + 11.28 = 8  e y = 200 – 7.29 = 4. Os números são 7x = 7.8 = 56   e 11.4 = 44. Resposta: 56 e 44.

5 – Determinar as duas menores frações positivas que tenham 13 e 17 para denominadores e cuja soma seja igual a 305/221.
Solução:
Sejam x/13 e y/17 as frações. Temos então   x/13 + y/17 = (17x + 13y)/221 = 305/221. A solução consiste em encontrar os menores valores de x e y , inteiros positivos, que satisfaçam a igualdade
17x + 13y = 305 = 305.1 = 305mdc(17, 13)
17 = 13.1 + 4; 13 = 4.3 + 1
Temos 1 = 13 – 4.3 = 13 – (17 – 13.1).3 = 17(-3) + 13(4)
305 = 17(-3.305) + 13(4.305) = 17(-915) + 13(1220).
As soluções são: x = -915 + 13t e y = 1220 – 17t. Como x e y são inteiros positivos, x > 0 e y > 0, resulta -915 + 13t > 0 ⇒ t > 70 e 1220 – 17t > 0 ⇒ t < 72 ⇒ t = 71. Portanto, x = -915 + 13.71 = 8 e y = 1220 – 17.71 = 13. Resposta:- Para as frações temos 8/13 e 13/17.

06 – Demonstrar que se a e b são inteiros positivos primos entre si, então a equação diofantina ax – by = c têm um número infinito de soluções inteiras e positivas.
Solução:
A solução geral da equação ax – by = c é x = x0 + (-b/d)t e y = y0 – (a/d)t onde x0 e y0 é uma solução particular e d = mdc(a, b).
As soluções serão positivas se x0 + (-b/d)t > 0 ⇒ x0 –(b/d)t > 0 ⇒ (b/d)t < x0 (b e d são positivos) ⇒ t < x0.d/b e y0 – (a/d)t > 0 ⇒ t < y0d/a. Como t é menor que os dois valores, existem infinitos valores para t e por conseguinte, uma infinidade de soluções inteiras e positivas para a equação. Cqd.


Somente usuários cadastrados podem enviar comentários. Cadastre-se ou faça login